Comércio Eletrônico

junho 30, 2011 publicado por Empreendedor Online

Compras Coletivas – Franquias e aquisições a vista

Sites de compras coletivas – Aquisições e franquias

Menos de um ano depois de desembarcar no Brasil e virar uma verdadeira febre na Internet, o modelo de site de compras coletivas começa a viver uma onda de aquisições. O primeiro negócio do tipo já foi fechado: o Imperdível, sétimo no ranking dos sites de compras coletivas, comprou o pequeno Deu Samba. O valor do negócio não foi revelado, mas esta parece ser a tendência no setor. O mercado acredita que esta ano haverá uma série de operações deste tipo. Os sites de descontos prometem agitar os negócios online.

O mercado de compras coletivas cresceu rápido no Brasil. O primeiro site entrou no ar em março de 2010. Em julho do mesmo ano, havia meia dúzia deles em operação e em dezembro, o número chegava a 400. Hoje, são mais de mil, segundo o Bolsa de Ofertas, site especializado nesse tipo de negócio.

A maioria dos sites atua em poucas cidades e se torna atrativo para os maiores, de olho no mix da base de clientes e comércios cadastrados. A relevância em uma determinada região onde o grande não atua também é levada em consideração. Para o Imperdível, que está em 32 cidades, a compra do Deu Samba representou a entrada em Manaus (AM) e o fortalecimento da atuação no Rio de Janeiro, Niterói e São Paulo. “Foi um negócio estratégico”, diz Veras. Ele acrescenta que a empresa deve comprar mais três ou quatro sites em 2011.

O City Best também deve ir às compras nos próximos meses. De acordo com o sócio fundador Sérgio Oliveira, toda semana a empresa recebe pelo menos dois contatos de sites menores querendo vender seus ativos. “Nos próximos meses, deve haver algum tipo de aquisição com o City Best do lado comprador”, diz.

Ambos dizem que abrir um site de compras coletivas é fácil e barato, mas mantê-lo é difícil e trabalhoso e, por isso, muitos simplesmente devem fechar e outros serão vendidos.

Franquias de Sites de Compras Coletivas

Paralelamente à onda de aquisições, o mercado continua ganhando novos operadores e já tem até modelo de franquia. O Ofertíssima promete faturamento de R$ 40 mil mensal para quem se dedicar ao negócio. O investimento na montagem, franquia e marketing é de R$ 8.900 com retorno previsto para três meses. Para muitos empreendedores, a opção de uma franquia de site de compras coletivas pode ser a melhor opção.

O trabalho pode ser desenvolvido em casa. O perfil desejado é um franqueado com tempo para dedicação, experiências comerciais e com home office disponível (computador e telefone).

Segundo o consultor Alberto Valle, instrutor do curso sobre criação de sites de compras coletivas do Curso de E-Commerce, empresa carioca especializada em treinamentos nas áreas do comércio eletrônico e marketing digital, o empreendedor que já possui um conhecimento sobre o funcionamento desses sites e domina às técnicas de divulgação através de marketing digital e mídias sociais tem nas franquias de sites de compras coletivas uma ótima opção de investimento.

Segmentação em alta entre os sites de compras coletivas

Especializar-se em um nicho de mercado é a aposta de alguns sites diferenciar na multidão das compras coletivas. É o caso do Guia de Motéis, que, como diz o nome, oferece descontos só em motéis. O fundador, Rodolfo Elsas, diz que resolveu entrar no mercado antes que as promoções dos motéis fossem parar nos outros sites de compras coletivas.

Ele aproveitou a experiência do guia de motéis criado por ele há alguns anos e que oferecia descontos de 20% a 40% aos clientes cadastrados. No site de compras coletivas, os descontos são maiores, de pelo menos 50%.

O modelo já decolou em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, mas ainda engatinha em Belo Horizonte, onde houve apenas uma oferta em dois meses de atividades. “Mesmo assim, é de um motel pequeno”, diz Elsas, que completa: “mineiro é desconfiado, mas, quando um motel grande aderir, os outros vão querer também”.

No mercado há sites especializados também em outros segmentos, como o Jardim de Ofertas, que trabalha só com lojas instaladas em shoppings, e os que têm atuação no setor turístico (ofertas de hotéis, pacotes, passagens etc), como o Viaje Nessa e o Viajar Barato.

E você? O que acha da opção de ter um site de compras coletivas a partir do sitema de franquia? Deixe seu comentário.

GD Star Rating
loading...

Confira também estes artigos relacionados

8 Comments

  • Olá, sou empregado no ramo financeiro há vinte anos com razoável experiência em vendas. Procuro oportunidade em sites de compra coletiva para trabalhar em casa pelo menos 3 horas por dia. Moro em BH e tenho contatos em uma cidade vizinha de aprox 300 mil habitantes onde tenho relacionamento comercial com empresa de internet wirelles e com a prefeitura local, acredito ser um bom mercado potencial para trabalhar. Aguardo contatos

  • Olá tenho um site de compras coletivas inaugurado recentemente e procuro parceiros para franquia,ótima oportunidade.

    Atenciosamente

    Marcelo Silva

  • Eu tambem procuro site de compra coletiva, quem souber ou tiver informações desses sites peço que me ajude.

    grato desde ja

    luiz

  • Uma Franquia de Site de Compras Coletivas, é o que estou procurando, mas não encontro. Preciso de dicas. O Ofertíssima não abre, nem pra se cadastrar… tá dificil

    Quem souber, agradeço desde já

  • A maior dificuldade que estamos enfrentando, não é nem tanto a parte técnica, visto que já dispomos de mão de obra e servidores, entre outras capacidades da empresa, mas sim de mais informações sobre algumas funcionalidades sobre o sistema. Por exemplo; como é a margem cobrada do “parceiro”, de que forma podemos gerir estas informações. Procurando o Sebrae de nosso estado, ainda não obtivemos respostas. Sabemos que algumas empresas cobram até 50% do “deal”. Desde já agradeço a resposta da redação.

  • Como empresário e profissional de tecnologia, estamos mobilizando a empresa para entrarmos no ramo, talvez como franquia ou em carreira solo, somente em nossa cidade, e onde já temos escritório. Sem dúvida, uma excelente oportunidade de negócio, desde que tratada com cautela de dedicação, além de muito conhecimento

    • Exato. O mercado de compras coletivas não é uma bricadeira nem uma forma fácil de ganhar dinheiro, como muita gente, infelizmente está pensando que é. Requer bastante tecnologia e conhecimento do mercado e suas ferramentas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>